O braço de empréstimos do banco de investimentos cripto Genesis Global Trading está suspendendo temporariamente os resgates e novas originações de empréstimos após o colapso da FTX, disse o CEO interino Derar Islim aos clientes em uma ligação na quarta-feira.

A unidade, conhecida como Genesis Global Capital, atende a uma base de clientes institucionais e tinha US$ 2,8 bilhões em empréstimos ativos no final do terceiro trimestre de 2022, segundo o site da empresa.

A Genesis Trading, que atua como corretora/distribuidora da Genesis Global Capital, é capitalizada de forma independente e operada separadamente dessa unidade de empréstimo, disse Islim. Ele acrescentou que os serviços de negociação e custódia da Genesis permanecem totalmente operacionais.

Islim disse aos participantes da teleconferência que a Genesis está explorando soluções para a unidade de empréstimo, incluindo encontrar uma nova fonte de liquidez. Ele disse que a Genesis pretende detalhar seu plano para os clientes na próxima semana.

O Digital Currency Group (DCG), proprietário da Genesis, também é a empresa controladora da CoinDesk.

“Hoje a Genesis Global Capital, o negócio de empréstimos da Genesis, tomou a difícil decisão de suspender temporariamente os resgates e novas originações de empréstimos. Essa decisão foi tomada em resposta ao deslocamento extremo do mercado e à perda de confiança da indústria causada pela implosão do FTX”, disse Amanda Cowie, vice-presidente de comunicação e marketing da DCG.

“Esta decisão afeta os negócios de empréstimo da Genesis e não afeta os negócios de negociação ou custódia da Genesis. É importante ressaltar que esta decisão não tem impacto nas operações comerciais da DCG e de nossas outras subsidiárias integrais”, acrescentou Cowie.

A decisão segue um período de punição para a indústria após a implosão deste mês das empresas de criptomoedas de Sam Bankman-Fried, FTX e Alameda Research . Islim disse que a queda dramática do FTX estimulou pedidos de retirada que excederam a liquidez atual do Genesis.

Na semana passada, a Genesis divulgou que sua unidade de derivativos tinha cerca de US$ 175 milhões em fundos bloqueados em sua conta de negociação FTX. Como resultado, a DCG optou por fortalecer o balanço patrimonial da Genesis com uma injeção de capital de US$ 140 milhões.

O anúncio foi notado pela Gemini, a exchange e custodiante de criptomoedas que tem parceria com a Genesis.

“Estamos trabalhando com a equipe Genesis para ajudar os clientes a resgatar seus fundos do programa Earn o mais rápido possível”, disse a Gemini em comunicado . “Estamos desapontados porque o programa Earn [contrato de serviço] não será cumprido, mas estamos encorajados pelo compromisso da Genesis e de sua controladora Digital Currency Group em fazer tudo ao seu alcance para cumprir suas obrigações com os clientes sob o programa Earn”.

A Genesis sofreu grandes perdas no início deste ano devido à falência do fundo de hedge Three Arrows Capital (3AC).

Fonte: Coindesk

Siga-nos no Instagram: @yellowcrypto.br