Criptomoeda se segura em região-chave de suporte com calmaria pós-FOMC, como também ausência de ruídos macroeconômicos, buscando US$ 19 mil outra vez em meio a correção acentuada do DXY, índice do dólar que se move em direção inversa ao de mercados de renda variável.

O que é um “fundo duplo”?

Facilmente visível no gráfico, o “fundo duplo” é um padrão de reversão de um movimento de baixa para um movimento de alta, formando dois fundos em uma região de mesmo valor (ou de valores muito próximos um do outro). Sua confirmação acontece quando o preço é negociado acima do valor do topo existente no gráfico entre esses dois topos (em outras palavras, “quando o preço rompe o último topo”).

O que o “fundo duplo” sinaliza no gráfico?

A definição de uma tendência de baixa é caracterizada pela formação de topos e fundos menores do que os anteriores e, se a confirmação do fundo duplo se dá justamente com o rompimento do topo anterior para cima, por essência a tendência de baixa é descaracterizada, pela formação de topos maiores do que os anteriores e fundos não menores do que os anteriores (mas sim da mesma altura no gráfico).

O que está acontecendo?

Depois de um fundo próximo de US$ 18100, a criptomoeda voltou para níveis acima de US$ 19 mil, sugerindo que vendidos perderam força após não terem êxito em derrubar os preços abaixo dos níveis comentados. Como consequência, indicadores como o RSI para timeframes entre 1-4 horas desaceleraram níveis de sobrevenda, com o DXY, índice do dólar, apresentando forte correção e podendo visitar níveis ainda mais baixos.

As informações contidas nesse artigo são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser interpretadas como oferta ou recomendação de investimentos. Todas as opiniões e estimativas são elaboradas dentro do contexto e conjuntura no momento em que a publicação é editada. O mercado financeiro é dinâmico e as informações, conclusões e análises apresentadas podem sofrer alterações a qualquer momento e sem aviso prévio.