O Bitcoin (BTC) parece estar sobrecomprado nos gráficos intradiários, o que normalmente leva a uma retração de curto prazo no preço. A criptomoeda enfrenta resistência inicial perto de US$ 46.000, que é o topo de uma faixa de negociação de três meses. Ainda assim, o suporte entre US$ 40.000 e US$ 42.000 pode estabilizar os retrocessos.


O BTC estava sendo negociado em torno de US$ 44.400 no momento e subiu 5% na semana passada.
No gráfico semanal, o BTC estabeleceu um preço mais baixo em relação ao fundo de junho de 2021, de cerca de US$ 28.800. A última baixa do ciclo foi alcançada este ano em 24 de janeiro em US$ 33.100, indicando força de compra renovada. Além disso, os sinais de impulso estão prestes a se tornar positivos, o que pode dar suporte a uma recuperação de alívio de curto prazo.


O gráfico semanal de preços do Bitcoin mostra suporte/resistência. Fonte TradingView

A resistência mais forte é vista em US$ 50.996, que é uma retração de 50% da tendência de baixa anterior. Nesse ponto, o rali do BTC pode parar, semelhante ao que ocorreu em setembro de 2021. Desta vez, no entanto, a força sazonal entre abril e maio pode manter os compradores ativos, embora dentro de uma faixa de negociação de um ano.


No gráfico mensal, os sinais de momentum permanecem negativos. Isso significa que o upside é limitado devido à forte resistência aérea que emana dos picos de preços de abril e novembro.

Fonte: CoinDesk