Padrão volta a se repetir na criptomoeda, abrindo espaço para operações vendidas outra vez uma vez confirmado.

Fonte: TradingView

O que é um OCO?

Fazendo jus ao seu nome, o ombro-cabeça-ombro (OCO) é um padrão gráfico em que a movimentação do preço de um ativo forma uma figura parecida com o tronco humano, sendo este um padrão de reversão de um movimento anterior de alta para um movimento de queda.

O que significa um OCO no gráfico?

Após um período de valorização no preço de um ativo, há uma arrefecida natural da força compradora, por esta já haver feito grandes compras, levando a força vendedora a crescer, com investidores realizando lucros, gerando uma queda no preço que ocasiona em um primeiro topo no gráfico (o “ombro esquerdo”). Após a correção do preço, aproveitando da “promoção”, muitos investidores que não venderam no topo anterior aproveitam para “dobrar a aposta”, pedindo empréstimos às corretoras, garantidos no lastro das suas posições anteriores, para comprar mais.

O que está acontecendo?

Após o pânico gerado pela queda e as liquidações forçadas geradas pela desalavancagem, a força vendedora reduz e o preço volta a subir, seguindo a tendência anterior de alta, mas sem muito volume (formando o “ombro direito” na mesma altura do “ombro esquerdo”). Então, quando os investidores se dão conta que a queda anterior realmente era fundamentada e não existia motivos para tanta euforia, a força vendedora se sobrepõe a compradora mais uma vez, rompendo a “linha do pescoço” e fazendo o preço tender a corrigir toda a movimentação de alta anterior (já que não havia motivos fundamentais para o preço subir)

Com o OCO sendo confirmado, seu primeiro alvo de saída da operação, de acordo com a extensão de Fibonacci, se encontra em US$ 29500, em 100%, com o segundo em US$ 28950, em 161.8%, principais níveis de tal ferramenta.

Fonte: TradingView

Vinícius Cavalcanti • Analista Yellow Crypto