Após sua recente queda de -22,69% na semana do dia 13 a 19 de junho o BTC caiu abaixo de sua Média Móvel (Moving Average – MA) de 200 períodos, na sequência, com uma pequena recuperação na semana do dia 20 a 26 de junho a MA se mostrou resistente e manteve o preço do BTC abaixo dela. Agora, na semana que se iniciou dia 27 de junho e termina dia 3 de julho o BTC se encaminha para um fechamento negativo, cerca de -8,3% até o momento, sugerindo a confirmação do rompimento e quedas maiores para a principal criptomoeda.
Fonte: TradingView

O que é uma média móvel?

Calculada de forma automática pelos computadores, uma Média Móvel (MA, Moving Average em inglês) calcula a média de preços dos últimos períodos, podendo ser a média dos preços de “abertura”, “fechamento”, “máxima” e “mínima” de um certo espaço de tempo, se movendo conforme novos períodos surgem (por isso o nome “média móvel”).

Como utilizá-las nos investimentos?

Se o preço de um ativo está acima da média de preços dos últimos períodos, isso significa que ele está em alta em relação a estes mesmos períodos e, portanto, o preço acima da média indica uma tendência de alta. De forma inversa, com o preço abaixo da média, uma tendência de baixa em um determinado período de tempo. Então, quanto maior for o período calculado, mais longa é essa tendência; por outro lado, se a quantidade de períodos calculados forem poucos, indica uma tendência rápida.

Além disso, como “tudo tende a média”, as Médias Móveis tendem a servir como “imãs” para os preços convergirem com a média e, quando os dois se encontram, as médias tendem a servir como resistência para os preços, sendo considerada uma região “na média” para comprar ou vender.

Por fim, as Médias Móveis também são muito úteis quando utilizada em conjunto com outras médias. Se uma média com poucos períodos (“média de curto prazo) está acima de uma média maior (“média de longo prazo), isso tende a significar uma tendência de alta – de forma inversa, uma tendência de baixa. Além de que, com o cruzamento de uma média de “curto prazo” com uma de “longo prazo”, isso pode indicar mudança de tendência.

Fonte: TradingView

O que está acontecendo?

No momento, o BTC está em direção à confirmação de um duplo topo em seu gráfico semanal, que, após a confirmação do rompimento da MA 200 pode se concretizar e com isso levar o BTC para próximo da região de US$ 14.000. A formação de um novo fundo abaixo da região de US$ 17.600 causaria fortes quedas em todo o mercado, visto que a atual dominância do Bitcoin está em 43,6%, e as altcoins tendem a sofrer mais com a volatilidade.

Gualter Rocha • Analista Yellow Crypto