Criptomoeda, agora, caminha para fazer uma bandeira de baixa, que pode levar os seus preços para US$ 21 mil.

Fonte: TradingView

Ombro-Cabeça-Ombro

O que é?

Trata-se de um padrão gráfico cuja aparência é similar a de um ombro, uma cabeça e os ombros de um humano, o que justifica a nomenclatura: sua formação se dá com o primeiro topo nada mais sendo do que uma tentativa da força compradora de impulsionar os preços. Com a força vendedora dominando-o, joga-o para baixo. Com isso, grandes investidores percebem a fraqueza do movimento, e então os preços sobem em uma nova tentativa. Como consequência, os grandes investidores começam a sair durante o segundo topo (maior que o primeiro), com os pequenos investidores comprando, crendo ser uma boa oportunidade. Como consequência, o preço forma o terceiro topo (similar ao primeiro), o que leva grandes investidores novamente a aproveitarem e usarem os pequenos como liquidez de saída e venderem em peso. O resultado é os preços despencando, ocasionando em uma reversão de tendência.

Como influencia o ativo?

Trata-se de um relevante padrão de reversão de tendência de alta para uma tendência de baixa, pois com a formação de topos menores do que os anteriores, e com a confirmação de um fundo menor do que o anterior (quando ele é confirmado), indica bastante força vendedora no seu gráfico. No entanto, quando ele não é confirmado, e o gráfico rompe o ombro direito para cima, fazendo um topo maior do que o anterior, a reversão não ocorre, e o preço segue em tendência de alta, costumando indicar fortes valorizações em seguida, trazendo, assim, a invalidação do padrão.

O que está acontecendo?

Confirmado, o padrão reforça a tendência pessimista do mercado para o curto prazo, uma vez que houve um fundo menor do que o anterior, com grande força vendedora atuando no momento, sugerindo uma posição vendida com alvo de preço na região noticiada.

Vinícius Cavalcanti • Analista Yellow Crypto