O presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, disse, nesta sexta-feira (18), que acredita que o banco central deve aumentar as taxas de juros o equivalente a 12 vezes neste ano para convencer o público de que leva a sério o combate à inflação.

Como o único dissidente na reunião do Fed desta semana, Bullard disse, em comunicado, que gostaria de ver a taxa básica de juros do banco central subir acima de 3% em relação ao nível de quase 0% em que estava. Bullard foi o único membro do FOMC a votar contra o aumento de apenas 25 bps na quinta-feira (17), afirmando que teria preferido um aumento da taxa de 50 pontos base.

Fonte: CNBC