Após um pequeno rali durante a última semana o Bitcoin começou a apresentar sinais gráficos de uma possível correção que se confirmou hoje com o Bitcoin chegando a atingir a região de US$ 45.669.

A queda foi impulsionada devido às movimentações negativas que ocorreram no S&P 500, índice que mede o valor das 500 principais empresas dos Estados Unidos, ainda não possui destino certo, no entanto, se o suporte em US$ 45.000 for perdido, os alvos de queda para o fim de semana podem ser em US$ 42.300 e US$ 40.500.

Fonte: TradingView
Fonte: TradingView

Correlação BTC x S&P 500

Por se enquadrar como um ativo de risco e sua cotação ser dada em dólar, o Bitcoin (BTC) geralmente apresenta grande correlação com índices e bolsas americanas, sendo o S&P 500 e a Nasdaq os principais correlacionados à principal criptomoeda. Com isso, normalmente o Bitcoin tende a acompanhar os movimentos do S&P 500, exceto quando o BTC realiza um movimento próprio, causado pelas movimentações únicas e exclusivas do mercado de criptomoedas, sem estar atrelado a nenhuma correlação.

Movimentações únicas e exclusivas

As movimentações únicas e exclusivas estão geralmente ligadas ao mercado de derivativos, opções em aberto ou mercado futuro, que causam movimentos explosivos de alta ou de queda. Além disso, apesar da correlação e ação do preço semelhante, devido à sua grande volatilidade, o BTC tende a ter movimentos maiores, de queda ou de baixa.

Por isso, a macroeconomia e eventos geopolíticos que a interferem são de grande importância para determinar as condições do mercado, seja tradicional ou de criptomoedas.

Gualter Rocha • Analista Yellow Crypto