Após um pequeno rali de aproximadamente duas semanas a 6ª colocada no ranking de criptomoedas por capitalização de mercado, Solana, começou a dar indícios de uma possível correção no curto prazo, devido a uma divergência entre o Índice de Força Relativa (IFR ou RSI) e o movimento do preço.

A divergência por si só não impede que a criptomoeda alcance patamares ainda maiores, no entanto, uma correção no momento apresenta ser saudável para a continuidade de alta, visto que o RSI no gráfico diário se encontra na região de sobre-compra.

Gráfico SOL / TetherUS de 4 Horas. Fonte: TradingView

SOL: Análise de curto prazo

Gráfico SOL / TetherUS de 4 Horas. Fonte: TradingView

No gráfico de 4 horas é possível identificar que a criptomoeda vem sendo negociada em um canal de alta, cujo rompimento pode estar muito próximo. Portanto, com base na retração de Fibonacci e nas informações supracitadas, o preço da Solana tende a retornar para a região entre US$ 117 e US$ 110, pontos 0.618 e 0.5 da retração.

Um recuo para tal região acabaria por se tornar uma busca por liquidez, se o preço for suportado entre as regiões descritas. No entanto, é importante estar atento a uma queda abaixo de US$ 100, sendo necessário reavaliar a condição e o contexto do mercado.

E se subir?

Apesar dos indícios de queda, caso o mercado forneça a força necessária para que a moeda continue a se recuperar, será necessário que a resistência em US$ 143 seja superada. Após isto, as próximas resistências estariam em US$ 150, US$ 160 e US$ 180.

Gualter Rocha • Analista Yellow Crypto