Após as recentes quedas devido a comentários do presidente do Federal Reserve e outros membros do FOMC, o BTC caiu para a região de US$ 19.500, e voltou a visitar a região após a divulgação do JOLTs formando um duplo fundo na região, cujo alvo estima uma alta para US$ 21.600.
Gráfico Bitcoin/Tether, 1H. Fonte: TradingView

O que é um “fundo duplo”?

Facilmente visível no gráfico, o “fundo duplo” é um padrão de reversão de um movimento de baixa para um movimento de alta, formando dois fundos em uma região de mesmo valor (ou de valores muito próximos um do outro). Sua confirmação acontece quando o preço é negociado acima do valor do topo existente no gráfico entre esses dois topos (em outras palavras, “quando o preço rompe o último topo”).

O que o “fundo duplo” sinaliza no gráfico?

A definição de uma tendência de baixa é caracterizada pela formação de topos e fundos menores do que os anteriores e, se a confirmação do fundo duplo se dá justamente com o rompimento do topo anterior para cima, por essência a tendência de baixa é descaracterizada, pela formação de topos maiores do que os anteriores e fundos não menores do que os anteriores (mas sim da mesma altura no gráfico).

O que está acontecendo?

No momento o BTC encontra-se na região de resistência do padrão, que, se rompida o levará para a próxima região de resistência em US$ 20.900, e, posteriormente a um possível pullback. No entanto, é importante estar atento à agenda econômica, visto que serão divulgados dados sobre os Estoques de Petróleo dos EUA e, o Bostic, membro do FOMC discursará ainda hoje, às 19:55 no Horário de Brasília, podendo ter impactos negativos para a conclusão do padrão.

Com base no exposto, e devido ao contexto ainda pessimista, o ideal é ter cautela, porém, o momento é oportuno para operações compradas, visando um possível pullback.

Gualter Rocha • Analista Yellow Crypto