O Ethereum (ETH) chegou a recuar quase 8% nesta segunda-feira (21) segundo o CoinGecko, à medida que o hacker que supostamente drenou as carteiras da falida corretora FTX despeja no mercado uma parte significativa do ether roubado e negocia tudo por Bitcoin.

Durante o fim de semana, segundo o rastreador de blockchains PeckShieldAlert, o explorador trocou milhares de ETHs por renBTC, uma forma de Bitcoin empacotado, antes de trocar os tokens resultantes por Bitcoin.

De acordo com dados on-chain do Etherscan, as participações Ethereum no ‘escoamento das contas da FTX’ caíram 26%, de 250.735 para 185.735 no mesmo período.

No domingo, o Ethereum quebrou para baixo a barreira de US$ 1.200, negociando até US$ 1.118, uma nova mínima semanal para a criptomoeda. Por volta das 10h desta segunda, ETH ensaia uma pequena recuperação, negociado em torno de US$ 1.121. As perdas semanais superam os 10%. Desde o início de 2022, a ETH perdeu quase 75% do seu valor.

Apesar da queda no preço da ETH, o mercado de NFTs baseado em Ethereum permaneceu estável, com o volume de vendas de NFT crescendo mais de 16% alcançando US$ 9,3 milhões nas últimas 24 horas, segundo o Cryptoslam.

E, de acordo com o DefiLlama, o valor total bloqueado (TVL) em todas as aplicações descentralizadas (Dapps) no Ethereum caiu mais de 4% chegando a US$ 23,8 bilhões, e indicando uma redução da atividade DeFi durante o movimento de baixa do mercado.

A Coinglass também destacou que US$ 40 milhões em negociações de futuros da Ethereum foram liquidadas nas últimas 24 horas. Do total das liquidações, a maioria (85,98%) eram operações de longo prazo.

Mercado de criptomoedas perde bilhões

A queda nos valores das criptomoedas se estende como uma das principais consequências do colapso da FTX, levando o mercado a um território perigoso.

Ao longo das últimas 24 horas, o valor total de mercado de todas as criptomoedas caiu mais de US$ 30 bilhões chegando a US$ 832 bilhões, uma queda de mais de 4%, segundo a CoinGecko.

Também com informações da CoinGecko, o Bitcoin (BTC) caiu para uma nova baixa semanal de US$ 15.976 hoje cedo. Depois de conseguir uma recuperação modesta, no momento da publicação do artigo, o Bitcoin está sendo negociado a US$ 16.080, uma queda de 3,6% nas últimas 24 horas.

Quase US$ 71 milhões em posições futuras de Bitcoin foram liquidadas nas últimas 24 horas, de acordo com a Coinglass. Dos US$ 76 milhões liquidados, mais de 90% (cerca de US$ 64 milhões) foram operações longas.

Após o momento de baixa do preço do dia, o Bitcoin caiu mais de 76% de sua alta histórica de US$ 69.044 registrada em novembro de 2021, com a capitalização de mercado caindo de US$ 1,27 trilhão em novembro passado para menos de US$ 308 bilhões hoje.

Outras dez principais criptomoedas também registraram perdas nas últimas 24 horas, como a Dogecoin que baixou 10%, a XRP com queda de 8,9% e a Cardano com 7%.

Fonte: Portal do Bitcoin