As expectativas de inflação e gastos dos consumidores para o próximo ano atingiram níveis recordes em maio, disse o Centro de Dados Microeconômicos do Federal Reserve Bank of New York na segunda-feira, em sua Pesquisa de Expectativas dos Consumidores de maio de 2022.

O que são as expectativas de inflação?

De maneira simplificada, as expectativas de inflação mostram a variação de preços esperada pelos agentes econômicos no futuro.

Como influencia o mercado?

Em economia, as expectativas possuem um importante papel à medida que os agentes antecipam o futuro para o presente. Se os agentes esperam que os preços subam no tempo t+1, os preços devem subir no tempo t. Portanto, expectativas de inflação em alta, tende a manter os níveis de preços em alta por mais tempo. Nesse contexto, o Federal Reserve deve agir utilizando uma política monetária restritiva para ancorar as expectativas e trazer estabilidade para os preços.

Uma política monetária restritiva, com remoção de liquidez da economia através do aumento de juros e venda de ativos, tende a impactar negativamente o mercado de ativos de risco, mercado o qual, as criptomoedas estão inclusas.

O que está acontecendo?

A pesquisa do Fed de NY, divulgada na segunda-feira (13), mostrou que as expectativas de inflação continuam ascendentes e em níveis recordes.

O dado é divulgado logo após na última sexta-feira (10), o Índice de Preços ao Consumidor dos EUA, conhecido na sigla em inglês como CPI, ter avançado para o maior nível em 40 anos, aumentando as apostas de que mais aumentos de juros por parte da autoridade monetária dos Estados Unidos estão por vir.

Nessa semana, as bolsas americanas operam em queda, enquanto os investidores aguardam a decisão do FOMC da quarta-feira (15). Às 13:39 o S&P 500 caia cerca de 2,25%, depois de cair mais de 3,5% em meados do dia. Já o Bitcoin caia 9,8%, cotado a cerca de US$ 23.930 (depois de alcançar a mínima de US$ 22.600.

O S&P 500 depois de horas de quedas, apresentou sinais de um padrão de reversão que pode leva-lo a minimizar as perdas diárias, caso ele eventualmente feche o gap dos 3900, isso poderia levar o Bitcoin a ultrapassar os US$ 26.000. Porém, isso não se configura uma recomendação de compra concreta, dada a volatilidade e a deterioração do ambiente macroeconômico.

Kleiton Luna • Analista Yellow Crypto