Problemas causados na Genesis Global Capital, que é uma empresa de empréstimos no cripto mercado, causaram temores na Grayscale, uma importante gestora de ativos. A Genesis Global Capital foi afetada pelos problemas na LUNA e à insolvência associada da empresa comercial Three Arrows Capital (3AC). Se agravando ainda mais com a falência da FTX, que como consequência direta causou a suspensão dos saques na Genesis Global Capital e paralisação dos empréstimos.

A Grayscale informou que mantém uma elevada segurança no armazenamento das criptomoedas de seus clientes, informando que todas as criptomoedas que dão lastro nos seus produtos de investimento ficam armazenadas no serviço de custódia da Coinbase.

Entretanto, a empresa não revelou os endereços de suas carteiras, alegando que isso poderia atrapalhar seu sistema complexo de segurança, algo que foi bastante criticado por entusiastas do cripto mercado e também pelos clientes da empresa.

Com o propósito de minimizar essa reclamação a Grayscale compartilhou uma carta co-assinada pela diretora financeira da Coinbase, Alesia Haas, e pelo CEO da Coinbase Custody, Aaron Schnarch, que dividiu as participações da Grayscale por seus produtos de investimento e reafirmou que os ativos estão seguros.

Mas as preocupações dos investidores persistiram, pois a Genesis Global proveu liquidez para o GBTC (principal fundo da Grayscale) por muito tempo. E com o anúncio de interrupção dos saques pela Genesis Global a Grayscale foi gravemente afetada, devido a essa relação entre as empresas.

O GBTC chegou a ser negociado com um desconto de mais de 40% em relação com o seu valor patrimonial líquido, devido às preocupações dos investidores com a saúde financeira da empresa.

Gráfico GBTC / posse de ativos / BTC/USD. Fonte: Coinglass
Siga-nos no Instagram: @yellowcrypto.br