Criptomoedas estão mais próximas da adesão popular como um meio de pagamento — se comprar moletons que vêm pré-destruídos de fábrica por US$ 1.250 pode ser considerado como algo popular, é claro.

A partir do próximo mês, a polêmica grife francesa Balenciaga vai começar a aceitar bitcoin (BTC) e ether (ETH) como pagamento em lojas on-line e em algumas lojas físicas, segundo o Wall Street Journal.

A iniciativa torna a Balenciaga na mais nova marca tradicional de moda a acolher criptomoedas como um método de pagamento. Este mês, a Gucci anunciou que iria começar a aceitar pagamentos com criptomoedas em suas lojas on-line e em cinco lojas físicas. Neste momento, a Gucci aceita bitcoin (BTC), bitcoin cash (BCH), ether (ETH), litecoin (LTC), dogecoin (DOGE) e shiba inu (SHIB).

De início, a Balenciaga vai aceitar pagamentos apenas com bitcoin e ether, as duas maiores criptomoedas em termos de capitalização de mercado, mas planeja expandir o programa para outras criptomoedas no devido tempo.

Ações na Web 3

A moda de luxo não é uma estranha da Web 3. Em 2021, diversas marcas tradicionais, incluindo Balenciaga, Gucci, Nike, Dolce & Gabbana e Burberry, lançaram coleções de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) e lojas no metaverso.

Por mais tradicionais que essas marcas pareçam, todas parecem alinhadas sobre a moda digital como uma oportunidade comercial. Segundo diversos especialistas da indústria, em entrevista ao Decrypt em outubro de 2021, a indústria de moda digital pode se aproximar do valor total de US$ 2 trilhões do mercado de moda física.

Em dezembro, a Balenciaga havia anunciado a criação de uma unidade comercial interna de metaverso. Embora Cédric Charbit, o CEO da marca, tenha se negado a falar sobre os planos ou a estratégia a longo prazo da unidade ao Wall Street Journal, ele afirmou que considera “o metaverso como um país”, um mercado tão importante quanto qualquer nação na qual a marca atualmente opera.

A notícia sobre a adesão de criptomoedas pela Balenciaga acontece em meio à chegada do que muitos acreditam ser outro “inverno cripto”. A quantidade de bitcoins necessários para adquirir um moletom de US$ 1.250 da Balenciaga em novembro seria equivalente a menos de US$ 563 atualmente.

Mas a turbulência do mercado cripto não intimida a liderança da marca. Quando perguntado se a recente queda do mercado afetou a opinião da Balenciaga sobre cripto, Charbit simplesmente respondeu que seu pensamento era focado no “longo prazo”.

Fonte: Portal do Bitcoin