O Fear and Greed Index, indicador que nos informa sobre o sentimento geral do mercado financeiro está atualmente em 48 pontos, permanecendo no território “neutro”, apresentando a indecisão do mercado perante às incertezas em relação ao caminho a ser tomado pelo Federal Reserve no combate à inflação.

O que é o Fear and Greed Index?

Índice cujo o seu objetivo é medir as duas emoções que impulsionam os mercados americanos e globais. Por medo, os investidores exageram nas vendas dos ativos, produzindo fortes quedas. Por ganância, os investidores exageram nas compras, produzindo fortes altas.

Qual o impacto disso nos mercados?

A métrica sintetiza uma série de indicadores que resultam no sentimento dominante em determinado período de tempo. No caso do mercado de ações, é uma maneira de avaliar os movimentos dos ativos, e se as ações estão com preços justos. A teoria é baseada na lógica de que o medo excessivo tende a baixar os preços das ações, e muita ganância tende a ter o efeito oposto.

O que está acontecendo?

Conforme o Federal Reserve apertou sua política monetária, ele também sinalizava momentos em que poderiam ser oportunos para mudanças em sua postura no combate à inflação.

Com o Fed buscando a taxa de juros neutra entre 3,5% e 4% como possíveis pontos de redução do ritmo, os investidores aguardavam uma postura dovish para as últimas reuniões do FOMC, no entanto, conforme membros do Fed e FOMC apresentaram uma postura ainda hawkish para com a inflação, as ações começaram a cair e o indicador voltou para a região neutra após atingir a ganância em meados de agosto.

Agora, nas vésperas do início do Simpósio anual de Jackson Hole, onde o presidente do Fed, Jerome Powell discursará o indicador se mantém neutro, a espera de novas informações sobre a política monetária dos EUA.

Gualter Rocha • Analista Yellow Crypto