A Lightning Network, solução de segunda camada que processa transações de Bitcoin (BTC) de forma mais rápida e barata, continua crescendo em 2023 e atingiu no final de semana um novo recorde de capacidade.

A Lightning Network atingiu no último sábado (4) a capacidade mais alta de todos os tempos de 5.000 BTC, cerca de R$ 661 milhões na cotação da criptomoeda naquele dia. De acordo com dados do The Block Research, a capacidade da Lightning Network aumentou 63% em um ano, já que em janeiro passado o tamanho dos canais ficava por volta de 3.350 BTC.

A capacidade representa quanto bitcoin conseguem processar os canais de pagamentos que usuários usam para transacionar por meio dessa solução. Quanto maior a capacidade dos canais, mais rápido se torna para enviar ou receber pagamentos na segunda camada do bitcoin.

O crescimento da capacidade da Lightning Network do Bitcoin ao longo dos anos (Fonte: The Block Research)

Potência da Lightning Network

O gráfico acima mostra que a capacidade dos canais da Lightning está em crescimento constante desde que seu uso começou a se intensificar em 2021, quando a solução se tornou a forma mais usada para fazer micropagamentos de bitcoin.

A Lightning é construída na rede do BTC, mas processa os pagamentos fora da blockchain principal por meio de canais de pagamento, nos quais duas partes realizam transações sem precisarem usar a blockchain para verificar cada transação.

A rede é mantida por nós que roteiam pagamentos e que podem ser pessoas comuns ou corporações. Para começar a usar a Lightning Network, qualquer quantia de Bitcoin precisa estar bloqueada em um canal de pagamentos. Em seguida, essas moedas podem ser gastas dentro Lightning Network até o canal de pagamentos ser fechado.

Apesar de ser vista como a principal solução para fazer pagamentos de bitcoin no dia a dia, a Lightning Network tem uma natureza experimental. Por isso, desenvolvedores alertam os usuários a não arriscar grandes quantias ao enviar e receber fundos por meio dessa solução.

O aviso ganhou força outubro passado, depois que um desenvolvedor de Bitcoin decidiu testar os limites da Lightning ao criar uma transação complexa de múltiplas assinaturas (multisig) que acabou levando a rede a perder a produção de um bloco, o que a deixou temporariamente sem sincronização – e com alguns usuários sem acesso ao serviço.

Fonte: Portal Bitcoin

➤ Clique aqui e receba em seu celular notícias e análises! É GRATUITO – Portal Yellow no Telegram

Siga-nos no Instagram: @yellowcrypto.br