A Luna Foundation Guard (LFG) adquiriu US$ 100 milhões do token nativo AVAX da Avalanche Foundation para construir as reservas de sua stablecoin UST.

A LFG, a organização sem fins lucrativos criada para apoiar a Terra, tem uma meta de longo prazo de adquirir US$ 10 bilhões em bitcoin para reservas da UST. Na quarta-feira, o CEO da Terraform Labs, Do Kwon, confirmou que a LFG comprou um bitcoin adicional de US$ 231 milhões, elevando suas participações totais para mais de US$ 2 bilhões.

A decisão da LFG de manter reservas em AVAX versus Ethereum ou outro token DeFi pode parecer surpreendente, mas membros da indústria dizem que a comunidade Avalanche é um grande atrativo.

“Acho que eles escolhem o AVAX porque essa troca de tokens afeta esse ecossistema e pode conquistar os usuários nativos do AVAX”, disse Jordi Alexander, diretor de investimentos da Selini Capital. “A capitalização de mercado da AVAX é 18 vezes menor que a da Eth, por isso é uma parceria significativa.”

Um swap de US$ 100 milhões está perto de 0,5% do valor de mercado da AVAX, enquanto uma compra de Ethereum do mesmo valor dificilmente faria diferença, disse Alexander, tornando-se uma boa oportunidade para trazer novos fãs e usuários para a UST.

“O cenário de stablecoin é menos desenvolvido em Avalanche, e essa é uma maneira de posicionar ainda mais a UST como a stablecoin preferida”, disse Santiago Santos, investidor anjo e co-apresentador do podcast Empire da Blockworks . “O Ethereum é um ecossistema mais saturado.”

“Eles já estão no AVAX com o Anchor, então é um próximo passo lógico solidificar esse suporte de um lugar de força”, acrescentou Alexander, referindo-se ao Anchor Protocol, que é nativo do Terra e lançará uma versão nativa no Avalanche como parte da parceria.

Kwon concordou que o aspecto comunitário do Avalanche e a lealdade dos usuários ao AVAX tiveram um papel na decisão, disse ele à Bloomberg .

A aquisição da Luna de US$ 100 milhões em AVAX é apenas o começo da adoção da UST entre os aplicativos Avalanche DeFi, disse o CEO da Ava Labs, Emin Gun Sirer, em um comunicado .

Em março, a Ava Labs, a equipe por trás da blockchain Avalanche, anunciou uma parceria com Aave, GoldenTree Asset Management, Valkyrie Funds, Wintermute, Jump Crypto e Securitize para construir a primeira blockchain horizontalmente integrada e compatível com KYC projetada para DeFi institucional.

A equipe também revelou o Avalanche Multiverse, um programa de até US$ 290 milhões para incentivar o crescimento de seus recursos de sub-rede, que serve para validar blockchains e habilitar redes escaláveis ​​e específicas de aplicativos.

“Com a recente parceria da Ava Labs… a UST deve se beneficiar deste empreendimento”, disse Spencer Hughes, analista de pesquisa da Blockworks. “Sirer também mencionou que Luna e Ava Labs colaborarão para lançar uma sub-rede de jogos, que fornece uma rede de aplicativos independente e escalável para os usuários”.

Há especulações de que o AVAX, embora amplamente apoiado por sua comunidade, pode não ser tão seguro quanto uma escolha de moeda de reserva como o ethereum.

“Eu ficaria preocupado se a AVAX se tornasse uma porcentagem muito grande de reservas, mas minha opinião é que diversificar a base de reservas é marginalmente benéfico”, disse Santos. “Dito isso, tudo em cripto ainda está muito correlacionado. O problema é que você não pode recorrer a bens apreensíveis, o que limita as possibilidades.”

Santos disse que não ficaria surpreso se o LFG optar por adicionar éter e outros ativos às reservas no futuro.

Fonte: Blockworks

Anúncio bem recebido

Divulgada, a informação foi bem recebida por investidores, que num período de 4 horas chegaram a levar o preço da altcoin a uma valorização próxima de 7%, no que sugere uma retomada da sua tendência de alta, muito embora incertezas relacionadas ao Bitcoin possam vir a brecar tal perspectiva.

Gráfico de 1 Hora AVAX/USD. Fonte: TradingView

Atividade na rede chama a atenção

Como se observa no gráfico, setembro de 2021 foi um divisor de águas para altcoin: o mês precede uma exponencialização do uso da sua rede, que de 13 mil transações diárias em agosto, atingiu mais de 1 milhão em fevereiro desse ano. As razões incorrem em questões que passam pela sua usabilidade dadas as suas funcionalidades, que vão desde contratos inteligentes, além de taxas atrativas quando comparadas às da rede Ethereum. Com listagens na Coinbase, por exemplo, ela foi “catapultada” ao patamar que se encontra atualmente, com valores como os expostos respaldando esta perspectiva.

Graficamente, o token parece atrativo para compra visando um horizonte temporal maior. Muito embora uma busca por liquidez de até 5% dos níveis atuais deva ser considerada, com um suporte mais sólido podendo ser buscado, uma retomada do mercado pode acarretar em uma valorização de mais de 20% do token, no que sugere ser uma relação de risco x retorno consideravelmente favorável.

Gráfico Diário AVAX/USD. Fonte: TradingView

Vinícius Cavalcanti • Analista Yellow Crypto