O UFC (Ultimate Fighting Championship, na sigla em inglês) — o famoso campeonato profissional de artes marciais mistas (ou MMA) do mundo — irá pagar bônus em bitcoin (BTC) a seus lutadores por meio de uma parceria com a corretora de criptomoedas Crypto.com.

A organização pagará bitcoins aos três principais lutadores de cada evento “pay per view” do UFC. Um porta-voz da Crypto.com contou ao Decrypt que a corretora, por ser patrocinadora do UFC, fornecerá o bônus, e não o UFC.

Votos de fãs irão determinar os três lutadores premiados e os selecionados irão dividir uma quantia total da principal criptomoeda do mercado equivalente à US$ 60 mil.

Segundo um comunicado de imprensa publicado pela Crypto.com, US$ 30 mil em bitcoins serão premiados ao primeiro lugar; US$ 20 mil, ao segundo lugar; e US$ 10 mil, ao terceiro lugar.

“A Crypto.com é parceira oficial do UFC há menos de um ano e afirmo que já é uma das melhores parceiras que já tivemos. Está constantemente apresentando novas ideias sobre como podemos trabalhar juntos para nos conectarmos aos fãs”, disse Dana White, presidente do UFC.

Esta não é a primeira vez que a Crypto.com entra para o mundo do marketing esportivo. Em novembro de 2021, a corretora virou manchete após pagar US$ 700 milhões pelos direitos do estádio dos Lakers em Los Angeles.

UFC e as criptomoedas

Por outro lado, também não é a primeira vez que o UFC se envolve com o mundo cripto. Em abril de 2021, a organização sinalizou sua intenção de se envolver com tokens não fungíveis (ou NFTs) ao enviar duas solicitações para o registro de patentes.

A primeira patente era de uma marca registrada para lançar uma criptomoeda do UFC; a segunda patente visava fornecer um aplicativo para a possível criptomoeda nativa do UFC.

“Software para download que permite que membros recebam, enviem, gastem, negociem e gerenciem criptomoedas, moedas digitais, tokens digitais, tokens não fungíveis, colecionáveis digitais e ativos digitais”, de acordo com a solicitação.

Em maio, Francis Ngannou, o então campeão peso-pesado do UFC, recebeu US$ 580 mil por uma colaboração NFT — uma quantia superior à renda garantida no pré-combate contra Stipe Miocic no UFC 260.

Fonte: Portal do Bitcoin