Após divulgação das atas da reunião de março do Federal Reserve (Fed) nesta quarta-feira (06), onde as autoridades do Fed demonstraram estar inclinadas a um aumento de meio ponto percentual na taxa básica de juros dos Estados Unidos – sendo que de fato votaram para apenas 25 pontos base –, e na avaliação de um escoamento de cerca de US$ 95 bilhões por mês do balanço patrimonial, os mercados enfrentam um momento de grande volatilidade.

Fonte: TradingView

O S&P 500, índice que compreende as 500 principais empresas dos Estados Unidos listadas em bolsa, e a Nasdaq, o segundo maior mercado de ações em capitalização de mercado, chegaram a apresentar sinais de reversão logo após renovar as mínimas, e fecharam em cerca de -0,97% (S&P 500) e -2,17% (Nasdaq).

Por sua vez, devido à correlação com ambos, o Bitcoin (BTC) também sofreu com a volatilidade, recuando cerca de 5% em seu momento mais baixo durante o dia. Agora, o BTC está reduzindo suas perdas e está tentando fechar o dia acima de US$ 44.000.

Panorama para o mercado de criptomoedas

Geralmente, os mercados tendem a precificar os eventos antes que de fato ocorram, com isso, partir das novas informações e as incertezas que vieram com elas, sobre a postura do Fed para um aumento maior dos juros na próxima reunião, e se de fato o escoamento do balanço patrimonial será de US$ 95 bilhões, a perspectiva geral é de queda em um primeiro momento.

Porém, considerando aspectos geopolíticos, se a situação entre a Rússia e a Ucrânia continuarem a se agravar, o Fed novamente pode apresentar uma postura mais branda, dando alívio aos mercados como na reunião de março.

Gráfico Diário do Bitcoin / TetherUS. Fonte: TradingView

BTC: Análise de mercado

Com base no que foi exposto, o momento atual apresenta muitas incertezas, mas, um aperto monetário pode estar a caminho, e levar o BTC a quedas no próximo mês. No entanto, até que a próxima reunião ocorra, e o Fed efetive as pautas das atas publicadas hoje, é possível que o mercado tente um último movimento altista.

No gráfico diário do BTC, é possível identificar a formação de uma bandeira de alta, porém, seria necessário romper a resistência em US$ 48.000 para que o padrão pudesse ser concluído e seu alvo em US$ 55.000 seja alcançado.

No momento, o suporte em US$ 43.000 é de grande importância, devido à confluência com o ponto 0.618 da retração de Fibonacci, e será essencial para um reteste em US$ 48.000, porém, se for perdido, pode indicar uma queda abaixo de US$ 40.000.

Com as quedas desta semana, a dominância do BTC (laranja) voltou a subir, indicando um direcionamento de capital para a principal criptomoeda, e uma saída de capital das altcoins, que sofreram com correções mais severas. O momento atual exige cautela e atenção aos eventos macroeconômicos e geopolíticos de grande relevância.

Guallter Rocha • Analista Yellow Crypto