Trata-se da quantidade de poder de processamento utilizada para validar transações e adicionar blocos em uma blockchain por meio da solução de problemas matemáticos e é um indicador utilizado para analisar o desempenho da mineração do Bitcoin, refletindo também a abrangência e a facilidade de adoção da prática ao redor do mundo. Pode oscilar negativamente conforme a dificuldade e os entraves à mineração tais como indisponibilidade de eletricidade, baixa popularidade do Bitcoin, acessibilidade aos equipamentos e proibições no geral.

Como influencia o mercado?

O hashrate tem uma relação direta com a segurança e os fundamentos da rede do Bitcoin, servindo como um indicador crucial para tal pretexto, principalmente na garantia de liquidez para um mercado cada vez mais movimentado. Um hashrate alto indica um elevado interesse pela mineração, com um número maior de dispositivos atuando para a manutenção dos fundamentos do Bitcoin, como por exemplo a descentralização e ameaças à segurança. Um hashrate baixo indica, em contraste, um desinteresse pela mineração, tornando mais frequentes os problemas relacionados aos fundamentos supracitados.