Métrica on-chain sobre oferta do Bitcoin renova máxima, com desinteresse por vendas intensificado em meio a queda da criptomoeda no início de abril. Isso reforça, na prática, que as quedas presentes são gargalos que devem preceder uma nova alta, o que não significa que ela vá disparar de imediato.

Gráfico Bitcoin: Percent of Supply Last Active 1+ Years Ago. Fonte: Glassnode

Entenda melhor: O que é o Percent of Supply Last Active 1+ Years Ago?

Caminhos para um novo rally

A princípio, a criptomoeda precisa voltar para acima da resistência de US$ 42 mil, a menos de 7% dos níveis atuais, a fim de confirmar que a queda abaixo de US$ 40 mil não passou de uma correção. Por agora não há nada certo, com o cenário intradiário inclusive apresentando certa fragilidade. Novamente, ignorando os gargalos presentes, o contexto fica consideravelmente mais atrativo, uma vez que fundamentos como o acima exposto sugerindo uma macrotendência de alta.

Gráfico 4 Horas, Bitcoin / US Dollar. Fonte: TradingView

E se não voltar?

Não voltando, a tendência é que ela busque outra vez níveis abaixo de US$ 40 mil e mantenha-se em um canal visto anteriormente, entre níveis como US$ 38 mil e 42 mil, até que haja uma definição. Perdida a região, a tendência seria de uma nova busca a níveis como US$ 34 mil, o que poderia fazer inclusive com que o Índice de Força Relativa, RSI, atingisse sobrevenda outra vez no gráfico diário.

Gráfico 4 Horas, Bitcoin / US Dollar. Fonte: TradingView

Para HOLD ESTRATÉGICO, ignorando ruídos de curto prazo, trata-se de um momento consideravelmente oportuno para estar posicionado, inclusive com bom percentual da carteira (mais que 30%), relembrando do que o momento atual se trata: como uma empresa com lucros em máximas que tem suas ações em mínimas, o Bitcoin apresenta solidez no que tange oferta e rede, o que o torna atrativo para holds e positions. Com isso em mente, há de se considerar possíveis recuos abaixo dos preço de compra antes de uma retomada mais acentuada, o que acarreta equilíbrio para não se vender quando se é para comprar, por exemplo.

Vinícius Cavalcanti • Analista Yellow Crypto