O Índice de Preços ao Produtor (PPI) para a demanda final nos EUA subiu para 11,3% anualmente em junho, de 10,9% em maio, revelaram os dados publicados pelo Bureau of Labor Statistics dos EUA na quinta-feira. Essa impressão superou a expectativa do mercado de 10,7%.
O Core PPI anual caiu para 8,2% no mesmo período de 8,3%, mas ficou ligeiramente acima da estimativa dos analistas de 8,1%. Em uma base mensal, o Core PPI foi de 0,4%.

O que é o PPI?

O ‘Producer Price Index’ ou em português, Índice de Preços ao Produtor, consiste em um índice que mede a variação mensal ou anual dos preços médios recebidos pelos produtores de bens e serviços dos Estados Unidos.
A principal utilidade deste índice é fornecer de forma antecipada o ritmo de avanço dos preços, uma vez que, a inflação ao produtor é sempre repassada ao consumidor final. Portanto, uma inflação ao produtor menor, pode significar um índice preços ao consumidor menor, no próximo período.

Como impacta o mercado?

A principal utilidade deste índice é fornecer de forma antecipada o ritmo de avanço dos preços, uma vez que, a inflação ao produtor é sempre repassada ao consumidor final. Dado o contexto atual (alta de juros nos EUA), uma inflação mais alta, significa um aperto monetário mais rígido por parte do Fed, o que impacta negativamente os mercados de risco. Analogamente, um arrefecimento da inflação (de maneira significativa), pode criar esperanças entres os agentes do mercado, que o Fed não realize movimentos tão agressivos.

O que está acontecendo?

Os preços ao produtor norte-americano aceleraram em junho, com o PPI subindo 11,3% e 1,1% nas impressões anual e mensal respectivamente, superando as projeções do mercado. Segundo o relatório do U.S Bureau Of Labor Statistics, a maior parte da alta dos preços é atribuída aos preços dos combustíveis.

Como o dito anteriormente, o PPI é um espécie de “prévia” do CPI, portanto, tudo o mais constante, esse não sugere uma desaceleração do segundo por hora, indicando que o Federal Reserve deverá continuar se movendo agressivamente na sua política monetária, o que deve impactar negativamente os ativos de risco.

Kleiton Luna • Analista Yellow Crypto