Preso e prestes a enfrentar diferentes processos, incluindo por fraude e conspiração, Sam Bankman-Fried estava até pouco tempo morrendo de medo da extradição para os EUA. Preso nas Bahamas, agora parece que ele está aceitando a derrota e já está se preparando para ser extraditado.

Segundo a Bloomberg, SBF saiu da sua posição de “lutar até o fim contra a extradição” para estar “arrumando as malas” e esperando o momento de viajar para os Estados Unidos, onde vai enfrentar as acusações legais feitas por diferentes autoridades. A Bloomberg citou como fonte “uma pessoa que está familiarizada com o assunto.”

De acordo com as informações, durante esse final de semana Bankman-Fried decidiu abandonar a briga contra a extradição para os EUA após passar alguns dias na prisão em Bahamas.

No começo dessa semana, ele se apresentou diante da corte das Bahamas, como mostrado pelo The Wall Street Journal. Segundo o relato da sessão desta segunda-feira, nada foi falado sobre a sua extradição, pelo menos até o pedido de recesso.

Curiosamente, o próprio advogado de SBF, Jerone Roberts disse que ficou surpreso com a presença do Ex-CEO da FTX na corte essa manhã.

“Seja lá qual é o caminho que o fez chegar aqui essa manhã, eu não estou envolvido nisso”, disse Roberts ao juiz Shaka Serville.

A frase do advogado parece querer deixar claro para o magistrado que SBF está cooperando completamente com a justiça por conta própria e não por algum tipo de estratégia de defesa proposta pela equipe de advogados.

SBF PC

SBF pode ser extraditado a qualquer momento

Se a fonte do Bloomberg estiver correta, SBF realmente pode ser extraditado para os EUA a qualquer momento.

O fundador da FTX teve as acusações mais graves contra ele pelas autoridades dos EUA e o país é conhecido por aplicar leis bem severas em crimes como esse, basta lembrarmos que o criador da Silk Road, Ross Ulbricht, foi condenado a prisão perpétua, pena que SBF também pode receber.

Mesmo se ele decidisse continuar, é bem provável que a justiça acabasse cedendo e declarando a sua extradição para o país norte-americano, considerando o tamanho do valor envolvido nos processos contra o ex-CEO da FTX.

Ainda é cedo para dizer como o processo vai correr a partir desse momento, mas com as autoridades dos EUA aparentemente bem certas de que Bankman-Fried atentou contra a economia pública, é possível que as coisas não acabem bem.

Fonte: Livecoins