O S&P 500, principal índice do mercado acionário norte-americano, abriu em queda de cerca de 0,88% na terça-feira (31), enquanto investidores pesam o temor de uma inflação mais alta e o risco de recessão nos EUA.

O que é o S&P 500?

O Standard and Poor’s 500(S&P 500) é um índice do mercado acionário dos EUA que compreende as 500 maiores empresas listadas na bolsa de Nova York. É o principal referencial dos investidores quando o assunto é medir o desempenho médio do mercado de ações dos Estados Unidos.
Qual sua importância para o Bitcoin?

Como as criptomoedas possuem uma forte presença do capital institucional, as mesmas são vistas como ativos de risco (assim como as ações). Portanto, há uma forte correlação entre o Bitcoin e o S&P 500 (bem como a Nasdaq), fazendo com que o criptoativo replique os movimentos do índice.

O que está acontecendo?

Depois de um dia sem sessão na segunda-feira (30), o S&P 500 abriu em baixa na terça-feira (31), à medida que os investidores enxergam os dados de inflação da zona do euro como um sinal de aumento de juros em julho por parte do BCE. Além disso, ainda o temor da inflação e do baixo crescimento seguem pairando sobre as expectativas dos agentes do mercado, dados econômicos divulgados hoje, corroboram um aperto monetário mais agressivo por parte do Federal Reserve. Tanto o PMI de Chicago quanto o índice de confiança do consumidor vieram robustos e acima das expectativas, sugerindo que a economia norte-americana ainda é relativamente resiliente.

Às 11:37 do horário de Brasília, o Bitcoin era cotado a cerca de US$ 31.156,44, no gráfico de 4 horas, de acordo com o RSI, isso ainda indica sobrecompra, sugerindo que o preço deverá corrigir até os US$ 30.600 (sendo essa, uma possível boa região de entrada), seguindo o sentimento do mercado. E posteriormente poderá retornar a região dos US$ 31.178,76, configurando-se esse, um bom alvo para saída, bem como níveis de preço em US$ 32.000.

Fonte: TradingView

Kleiton Luna • Analista Yellow Crypto