Dado foi compartilhado pelo analista on-chain William Clemente, conhecido na comunidade por levar dados como este ao público. O que chama a atenção, segundo ele, é o fato de a maioria dos topos da métrica terem coincidido com máximas históricas dos preços, sem se furtar, no entanto de coincidir com compras estratégicas em outros momentos, também.

Fonte: twitter

Fonte: twitter/wclementeIII

Acumulação galopante

O cenário ainda não é claro sobre o significado disso. No entanto, ainda segundo Clemente em tom bem humorado, “ou estamos condenados ou o varejo optou por usar o Bitcoin como uma conta poupança e optar por sair do sistema fiduciário”, demonstrando incerteza sobre o que isso representa.

Dúvida legítima?

Bastante. Por exemplo: atualmente, o mercado se encontra distante de grandes níveis de euforia que costumam ir de encontro a isso. Uma rápida busca no Google Trends mostra grande mínima nas buscas por “Bitcoin”: o nível atual, com leve crescimento nos últimos dias, se encontra em patamares não vistos desde a semana de 25 de novembro de 2020, quando o preço se encontrava acima de US $ 14 mil, com o bullmarket se consolidando, mas ainda sem grandes holofotes do grande público. Hoje, métricas como o Índice de Ganância e Medo, ainda pairam em neutro, com o volume de dólares alocado em derivativos longe de máximas históricas.

E o que poderia ser?

É preciso ter em mente que o mercado passa, atualmente, por um processo de “mainstreamzação” sem precedentes. Pessoas comuns são bombardeadas de todos os lados com anúncios de gigantes como Binance, Coinbase, Crypto.com, FTX… Todas patrocinando gigantes do entretenimento e cada vez mais destacadas no mercado. Isso invariavelmente resulta em um crescimento na demanda de varejistas. Paralelamente, há também questões econômicas e geopolíticas pautando o cotidiano: inflação galopante em todo o mundo (Bitcoin bastante vendido como refúgio anti-inflação), conflito entre Rússia e Ucrânia (que invariavelmente acarreta em vítimas afetadas financeiramente e buscando refúgio)… Existem muitas possíveis razões.

Isolada, a métrica não deve sinalizar zerar posições a fim de esperar que o mercado desabe. Ela, como bem mostrou Clemente, também sinalizou picos em momentos de compra estratégica. Assim, deve-se levar em consideração a perspectiva vigente, que até aqui é otimista.

Vinícius Cavalcante • Analista Yellow Crypto