A Tesla participará de uma nova fazenda de mineração de Bitcoin, com as empresas BlockStream e Blocks (ex-Square), unido três figuras importantes da comunidade.

Isso porque, fica claro que Elon Musk se une a Jack Dorsey e Adam Back neste empreendimento, três figuras distintas, mas que se relacionam com o Bitcoin nos últimos anos.

A nova instalação foi confirmada por Adam Back e a Blockstream durante a Bitcoin 2022 nesta sexta-feira (8). Em 2021, a Tesla foi responsável por fazer um investimento bilionário em bitcoin, ao adicionar em suas reservas de valor, e mostra que vai apoiar a infraestrutura da moeda digital.

A INSTALAÇÃO SERÁ ALIMENTADA EM PARTE PELO PAINEL SOLAR DE 3,8 MEGAWATTS DA TESLA | FONTE: SHUTTERSTOCK

Tesla ajudará fazenda de mineração de Bitcoin, com Blockstream e Blocks

Mais que carros elétricos, a Tesla está investindo na nova geração de eficiência energética em seu negócio principal. E isso impacta o modo como lida com seus negócios, visto que foi a justificativa em 2021 para parar de aceitar Bitcoin como meio de pagamento.

Isso porque, na avaliação da empresa a moeda digital não era boa para o meio ambiente e esse movimento acabou derrubando a cotação do bitcoin nos mercados, colocando receios sobre os impactos ambientais do setor.

Contudo, cerca de um ano depois, a empresa reavaliou sua estratégia e vai apoiar a mineração de Bitcoin, por meio de uma parceria com duas outras grandes empresas. De acordo com a Blockstream, tanto a Tesla quanto a empresa Blocks estão no projeto de mineração eficiente, que contará com uma planta no Texas.

“Estamos empolgados em compartilhar a instalação de mineração Bitcoin de código aberto e totalmente movida a energia solar que Blockstream e Blocks, Inc. estão colaborando está programada para ser equipado com um painel fotovoltaico Tesla Solar de 3,8 Megawatts (MW) e um Megapack de 12 Megawatts-hora (MWh). A construção começou e estamos ansiosos para demonstrar a inovação que incluímos nesta instalação única.”

Com apoio da Tesla, a mineração de Bitcoin será feita 100% com energia fotovoltaica, mostrando que a comunidade luta para contornar as críticas feitas contra a maior moeda digital do mundo.

Por fim, o anúncio deixa claro que será criado um painel de informações para essa fazenda, que será disponibilizado para quem desejar minerar dados sobre a mineração sustentável de Bitcoin.

Novo negócio para a companhia de Elon Musk?

A companhia Tesla se torna a primeira de capital aberto do setor automobilístico elétrico a gerar força energética para uma planta de mineração de Bitcoin.

Assim, esse pode se tornar um novo negócio para a companhia comandada por Elon Musk, o bilionário e atualmente mais rico do mundo. Vale lembrar que ele pessoalmente investe no Bitcoin, assim como suas empresas Tesla e SpaceX.

Fonte: Livecoins