Tesla, a fabricante de carros elétricos do bilionário Elon Musk, vendeu 75% da sua reserva de bitcoin que mantinha em caixa desde janeiro do ano passado, quando investiu US$ 1,5 bilhão na criptomoeda.

A venda foi divulgada no relatório de resultados trimestrais publicado pela Tesla nesta quarta-feira (20) após o fechamento do mercado de ações.

Em um trecho do relatório, a empresa afirma que “no final do segundo trimestre, convertemos aproximadamente 75% de nossas compras de Bitcoin em moeda fiduciária. As conversões no segundo trimestre adicionaram US$ 936 milhões de dinheiro ao nosso balanço”.

Trecho do relatório da Tesla que confirma a venda de bitcoin (Fonte: Tesla)

Com o venda da maior parte de sua reserva da criptomoeda, a Tesla passa a ter apenas US$ 218 milhões em bitcoin em caixa. É uma queda significativa, uma vez que nos dois últimos relatórios trimestrais, a Tesla informava ter US$ 1,2 bilhão em bitcoin no seu patrimônio.

Embora a venda de hoje seja a mais robusta que a Tesla fez até então, ela não é a primeira. Em abril deste ano, a empresa vendeu US$ 272 milhões em bitcoin. Na época, Elon Musk disse que a venda era “essencialmente para provar a liquidez do bitcoin como uma alternativa para manter dinheiro no balanço patrimonial”.

Depois disso, o bilionário prometeu diversas vezes que tanto ele, quanto suas empresas Tesla e SpaceX, continuariam a ser ‘holders’ de bitcoin.

Em maio de 2021, a confiança do bilionário no bitcoin foi mais uma vez abalada após ele anunciar que a Tesla deixaria de aceitar a criptomoeda como forma de pagamento, citando os impactos ambientais da mineração do BTC como justificativa.

Preço do bitcoin reage

O preço do bitcoin reage a notícia negativa divulgada pela empresa de Elon Musk nesta quarta. Assim que a venda veio à tona, o bitcoin recuou para os atuais US$ 23.100, cotação que representa uma queda de 2,2% na última hora.

Os efeitos da venda da Tesla apagou os ganhos que a criptomoeda vinha acumulando no dia. Mesmo assim, a queda do bitcoin não passa de 0,5% nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko.

Na manhã desta quarta, a criptomoeda líder do mercado deu um alívio aos investidores ao ensaiar uma recuperação mais significativa de preço e ultrapassar a casa dos US$ 24 mil depois de passar mais de um mês abaixo desta marca.

Fonte: Portal do Bitcoin