A Tether, a empresa por trás da maior stablecoin de criptomoedas, anunciou na sexta-feira que liquidou um empréstimo para o credor de criptomoedas em apuros Celsius sem incorrer em perdas.

O anúncio de hoje seguiu a declaração do mês passado de que não tinha nenhuma exposição à Celsius, “além de um pequeno investimento feito com ações da Tether na empresa”. A Tether disse que emitiu um empréstimo denominado em bitcoin para a Celsius que foi supercolateralizado em cerca de 130%.

O emissor da stablecoin tether (USDT) disse que o empréstimo Celsius já foi liquidado, com base nos termos do acordo com a plataforma de criptomoedas. Segundo a Tether, esta liquidação foi feita de forma a ter um impacto mínimo no mercado.

“O Tether devolveu a parte restante à Celsius conforme seu acordo. A posição Celsius foi liquidada sem perdas para o Tether”, afirmou o anúncio.

Celsius luta pela sobrevivência desde que congelou todas as retiradas em 12 de junho, citando “condições extremas de mercado”. Os fundos dos clientes permaneceram presos desde então. A Celsius conquistou 1,7 milhão de clientes e cerca de US$ 12 bilhões em ativos sob gestão em maio.

A Tether também disse que seu investimento na Celsius representa uma “parte mínima de seu patrimônio líquido” e não teve impacto em suas reservas ou estabilidade. A empresa tem lidado com temores sobre o estado de suas reservas decorrentes da exposição a dívidas corporativas incobráveis ​​na forma de papéis comerciais chineses e empréstimos a credores de criptomoedas em apuros como Celsius.

O relatório de transparência mais recente da empresa mostrou uma redução de 17% nas participações em papéis comerciais, ao mesmo tempo em que aumentou a proporção de títulos do Tesouro dos EUA em sua reserva. Essa reserva é usada para lastrear os ativos de stablecoin da empresa, dos quais o USDT é o mais popular.

Fonte: TheBlock