A transição iminente do Ethereum para um mecanismo de consenso de prova de participação transformará sua política monetária, potencialmente tornando o ETH mais escasso que o Bitcoin.
O Merge, uma atualização muito aguardada que completará a transição da Ethereum de um sistema de prova de trabalho (PoW) para um sistema de prova de participação, está programado para ocorrer em setembro. Além disso, a fusão transformará a política monetária da Ethereum, diminuindo o consumo de energia elétrica e reduzindo a oferta total da ETH em 90%.

O que é o Ethereum?

O Ethereum é a maior altcoin do cripto mercado, ele é uma plataforma descentralizada de contratos inteligentes, servido de base para inúmeras aplicações descentralizadas e outras iniciativas que utilizam sua blockchain. Por ser a maior plataforma de contratos inteligentes muitos forks, cópias com algumas mudanças, surgiram para solucionar alguns pontos que o Ethereum é carente.

Mas em virtude de seus problemas de escalabilidade e segurança uma nova versão do Ethereum está sendo produzida, será o Ethereum 2.0. Com essa nova versão o algoritmo de consenso será mudado do atual proof of work para um sistema proof of stake, que em tese é mais descentralizado e escalável.

Como influencia o cripto mercado?

O Ethereum é a altcoin com a maior influência sobre o cripto mercado, principalmente por ser a maior altcoin em capitalização de mercado, posição que já ocupa há muitos anos e por ser a maior plataforma de contratos inteligentes, sendo que muitas inovações foram criadas utilizando essa rede como base.

Quando ocorrem congestionamentos na rede do Ethereum, acaba impactando várias outras altcoin, pois elas estão ligadas ao Ethereum de alguma forma. Dessa forma, problemas que ocorrem na rede principal do Ethereum influenciam todo o ecossistema, afetando as taxas das redes e até mesmo os saques de exchanges.

O que está acontecendo?

O Ethereum planeja lançar uma importante atualização nos próximos meses, a The Merge que mudará o protocolo de consenso e irá diminuir a oferta do token ETH. Que deve causar um impacto positivo no preço se for lançada conforme o planejado, sendo que o Vitalik Buterin, fundador do Ethereum, afirmou que após a conclusão bem sucedida da atualização do The Merge o Ethereum alcançará 55% do roteiro, ou seja, existem ainda muitas atualizações que serão feitas.