A presidente do Fed de São Francisco, Mary Daly, disse na segunda-feira que agora temos demanda apoiada por políticas combinada com cadeias de suprimentos frágeis, o que é uma receita para a inflação.

Sobre a economia, inflação e cadeias de suprimentos…

“A inflação está muito alta e, além disso, você tem dois choques na cadeia de suprimentos aumentando ainda mais a inflação.”

“Choques na oferta de petróleo podem limitar o crescimento, mas estamos em uma situação diferente da dos anos 1970.”

“A incerteza é um problema à medida que esta guerra prossegue.”

“O principal risco que vejo são as pressões inflacionárias, que são mais do que queremos, precisamos ou pensávamos três meses atrás.”

“A pandemia, de muitas maneiras, é a ‘culpada’ por trás da alta inflação.”

“No futuro, espero que parte disso aconteça, ajudando a equilibrar a oferta e a demanda”.

“As cadeias de suprimentos também serão reparadas.”

“Cortei um pouco da minha própria previsão de crescimento, agora vejo como uma tendência.”

“O crescimento na tendência de cerca de 2%, contra todos esses ventos contrários, é realmente notável.”

“Espero que o ajuste de política do Fed e outros fatores reduzam a inflação.”

“Não acho que chegaremos a 2% de inflação até o final do ano.”

“Eu não tenho um medo recém-descoberto de que perdemos a âncora da inflação.”

“Vejo expectativas de inflação bem ancoradas.”

“Tenho a preocupação de que, quando a inflação ficar mais alta por mais tempo, isso ‘reboque’ a âncora da inflação.”

Na política…

“É hora de remover a acomodação, marchando para o neutro, procurando se precisamos passar pelo neutro.”

“Neste momento, o pleno emprego parece ser alcançado, o mercado de trabalho está extraordinariamente apertado e a inflação está muito alta.”

“É hora de apertar a política nos Estados Unidos, apesar da incerteza com a Ucrânia e a Covid.”

Nos mercados…

“O rendimento do tesouro de 10 anos é baixo por fatores compreensíveis, incluindo a compra de porto seguro.”

“Os mercados também não esperam inflação descontrolada.”

Fonte: FXStreet

“Receita” para inflação a caminho?

Segundo a presidente do Federal Reserve de São Francisco, Mary Daly, a atual conjectura econômica americana não poderá abarcar novos índices duramente inflacionistas, afinal, vê com preocupação a união de politicas adotadas, bem como os caminhos danosos para as cadeias de suprimentos. Assim, em consonância a Jerome Powell, Daly destacou o desempenho e as capacidades dos EUA.

Austeridade Caminhando

Após o compromisso de elevações consecutivas de baixa escala no aumento de juros, a estabilidade nos preços pode ser aplicada sem que haja um abrupto abalo econômico por conta do baixo incentivo ao credito. Contudo, ainda ainda há a possibilidade de novos períodos inflacionários de larga escala, provocando receios e desconfianças na capacidade hegemônica do moeda de troca global, o dólar.

Com maiores incertezas estagnando os mercados, períodos de liquidez poder surgir no curto prazo, principalmente no mercado cripto, por conta das oportunidades em meio ao processo de austeridade. Dado que o fato mencionado poderá ser evidenciado pelas suas influências fundamentais em decisões de mercados, onde o medo pode desenvolver inúmeras ações.

Vantagens em meio à crise

Numa possibilidade de novas marés inflacionárias, o dólar pode se fragilizar no mercado, abrindo vantagens de longo prazo para adesões de moedas alternativas, principalmente no meio cripto, dado a busca por segurança e novas oportunidades.