Assim como a maior parte do mercado de criptomoedas, a moeda do popular protocolo de negociações descentralizadas UniSwap (UNI), também sofreu com duras quedas por quase cinco meses, até a formação de um possível fundo em seu gráfico diário. Durante o período de queda, o preço foi negociado em um pequeno canal de baixa, onde o preço se encontra testando a linha de tendencia de baixa, parte superior do canal de baixa, um rompimento concreto pode gerar uma reversão de tendência de baixa para alta, ou, um período de consolidação em uma tendência de lateralização.

Gráfico UNI / TetherUS de 1 Dia – Fonte TradingView

UNI: Análise de mercado

No momento a moeda se encontra em resistência, tanto horizontal (região atual do preço), quanto diagonal (LTB- amarela), e no gráfico horário é possível identificar a formação de uma possível bandeira de alta, com alvo na primeira resistência do gráfico diário na região de US$12.4.

Em caso de queda, para que a moeda continue seu caminho até o alvo do possível padrão, é necessário que o suporte em US$11.1 se mantenha, e em último caso, US$10.8, quedas abaixo deste nível indicariam rejeição da LTB (linha de tendência de baixa) e uma busca pelo suporte na região de US$9.8.

Gráfico UNI / TetherUS de 1 Hora – Fonte TradingView

Considerações gerais

Por estar muito próximo da região de sobre-compra no Índice de Força Relativa (IFR ou RSI) no gráfico diário, é possível que ocorra uma pequena correção, no entanto, um rompimento da linha de tendência poderia ocasionar em um movimento explosivo para a moeda.

Há também, a possibilidade do rompimento de um pequeno canal de alta, com alvo para US$9.8. Porém, com o cenário positivo para o Bitcoin, é possível que diversas altcoins sejam impulsionadas, assim como a UNI, rompendo a resistência atual e as mais próximas.

Gráfico UNI / TetherUS de 1 Dia – Fonte TradingView