O CEO da Strike, Jack Mallers, anunciou que Walmart, McDonald’s, Chipotle, Macy’s, Whole Foods e 400.000 outras lojas agora poderão aceitar pagamentos em Bitcoin através da Lightning Network.

Strike usa a rede Bitcoin como uma forma de trilhos de pagamento global. Através da Lightning Network, o fiat pode ser convertido em Bitcoin, que então se torna fiduciário no bolso dos comerciantes. A mudança representa uma vitória significativa para a tecnologia blockchain, pois muitos perceberão que a rede Bitcoin pode ser usada da mesma forma que a rede de cartão de crédito. No entanto, ao usar o Bitcoin, as taxas são próximas de US $ 0, em comparação com os custos de aproximadamente 3% incorridos ao usar cartões de crédito como Mastercard ou Visa.

Durante a Miami Bitcoin Conference 2022, Mallers divulgou que Strike está em parceria com NCR, Blackhawk e Shopify. Após a integração, todas as plataformas que usarem o serviço poderão realizar transações via Lightning Network do Bitcoin. Mallers também começou a trabalhar com o senador americano Lummis para incentivar o Bitcoin.

Na Miami Bitcoin Conference, Mallers explicou que a integração do BTC era um meio de evitar bancos. Geralmente, pagar com cartões de débito e crédito custa aos lojistas muitas taxas, mas com a Lightning Network, os comerciantes poderão aceitar pagamentos sem as taxas caras, além de dar aos usuários mais privacidade durante o processo de pagamento. Usar o Bitcoin Lightning Network também representa uma opção viável para os usuários, pois é incrivelmente barato e rápido.

“Você poderá entrar em uma mercearia, no Whole Foods, em um Chipotle; se você quiser usar um nó do Lightning sobre o TOR (rede de anonimato), faça isso”

Mallers proclamou no palco na Miami Bitcoin Conference 2022.

“Qualquer comerciante online que usa Shopify pode aceitar pagamentos sem a rede boomer [cartão de crédito] de 1949, receber instantaneamente, dinheiro final, sem intermediário, sem taxa de 3%.”

Fonte: Dailycoin